16:52

Eu fico puta:

Postado por: Drika |

Semana passada, na aula de sociologia, a professora estava comentando sobre tribos urbanas, após a turma ter assistido ao filme A Onda. Então ela pediu para que comentássemos sobre as tribos urbanas que conhecemos, falar sobre as ideologias que elas tem, se é que sabemos a ideologia de cada, ou se elas realmente tem alguma. A primeira tribo que veio em pauta foi a emo. É claro.
Questionados sobre a ideologia emo, meus colegas de sala disseram que a ideologia deles é chorar e fazer chapinha. Sabe, esse tipo de ignorância me irrita. Se você parar para analisar alguns dos meus colegas, vai ver uns marias-vão-com-as-outras, ou mamãe-eu-quero-ser-popular, etc. Eu sei, eu sei, esse tipo de adolescente existe em todas as escolas e são a maioria, infelizmente.
Foi quando eu abri a minha boca e questionei eles: "Por que vocês só enxergam os emos e punks e agregados? Vocês não conseguem enxergar algo além deles? É esse o sinonimo de tribo urbana para vocês?" Um corajoso tentou argumentar "Ah, se tu for na frente do shopping...", "Claro, todas as tribos urbanas de Novo Hamburgo se localizam na frente do shopping!" eu respondi indignada.
Comprei uma briga de graça. Além deles me acharem com cara de emo por ter defendido esse ponto de vista, eles não entenderam o que eu quis mostrar. Eles não conseguem ver nada além do óbvio? Até mesmo na "frente do shopping", que eles adoram apontar, existem outros tipos de tribos urbanas. Lá frequentam skatistas, manos do rap, boyzinhos, traficantes, patricinhas, etc. Tem tanta gente nesse mundo que vocês deveriam parar de criticar os diferentes, que aliás, nem são mais novidade. Um casal homosexual na rua não deveria mais causar espanto. Acredito que o dia que meus colegas perambularem lugares diferentes, terão outra visão do mundo, mas enquanto continuam olhando apenas para suas vidinhas...

2 comentários.:

Lisiane disse...

concordo porra eles só enxergam os emos e os pseudopunks! manos e minas, boy e patys, religiosos, hippies, indianos, nerds, hypes, fromUKs, tem tanta coisa!

adriane disse...

Sabe qual o problema? Eles moram numa cidade pequena [sim, eu considero NH pequena]. Se eles morasse num lugar com mais diversidade, veriam tanta coisa diferente e não teriam os emos como diferencial. Q

Postar um comentário

Tua vez de falar agora!

Subscribe