Dizem que a melhor forma de tirar as crianças e jovens das ruas é dar a eles boa educação, os inserindo na escola e em atividades culturais, correto?

Fica meio difícil quando as leis de distribuição de dinheiro a ser aplicado na cultura simplesmente não protege, sequer beneficia, as comunidades carentes.


Já foi polêmica com tantos cantores brasileiros, mas a mesma história de repetiu, sendo manchete na Folha de São Paulo:


"A cantora Maria Bethânia conseguiu autorização do Ministério da Cultura para captar R$ 1,3 milhão e criar um blog.

A
ideia é que o site "O Mundo Precisa de Poesia" traga diariamente um vídeo da cantora interpretando grandes obras. A direção dos 365 vídeos seria de Andrucha Waddington.

Há três anos, Bethânia se envolveu numa polêmica ao ter um pedido de captação, de R$ 1,8 milhão para uma turnê, rejeitado pela área técnica do ministério.
O então titular da pasta, Juca Ferreira ignorou o parecer e autorizou a captação de R$ 1,5 milhão. "

Após as manchetes "denúncias" em praticamente todos os grandes sites de notícia brasileiros, Bethânia se tornou piada na internet. É figura presente nos trending topics do Twitter e até recebeu um blog, em sua homenagem. Blog que, aliás, pode ser feito gratuitamente em qualquer canto do mundo (pega essa dica aí, Maria!).


Link: http://blogdabethania.blogspot.com/

3 comentários.:

Anita disse...

Uma "grande obra" em um minuto? Sugiro que alguma professora, em classe, use esse exemplo para explicar o sentido da palavra "paradoxo". Ai, que educativo! Lá no Faustão tem uma coisa assim, de "1 minuto", mas é vivo: é mais difícil.

Lilian disse...

Quais grandes obras? Quais? Quais? Quais? Até já olhei o projeto, no site do Minc, mas não fala. Peguei até a ficha dos direitos autorais, tava em branco. Se essa mulher me aparecer com Fernando Pessoa, vou pedir indenização por danos morais, por ser brasileira, lá para a Dilma. Ah, vou!

Rufus :| disse...

A gente ri pra não chorar, não é?

Fizemos tanta piadinha de Godzilla atacando o Japão (confesso que também fiz), não é?

Espero sinceramente que nossos amigos nipônicos, em meio a tanto sofrimento, estejam rindo -e rindo muito- da nossa cara, porque a gente merece!

Postar um comentário

Tua vez de falar agora!

Subscribe